Primeira transmissão de voz pelo telefone

10 de março de 1876

2
compartilhamentos

Em 10 de março de 1876, o cientista escocês Alexander Graham Bell realizou a primeira bem-sucedida transmissão elétrica de voz por um aparelho recém-inventado, o telefone. Foi o primeiro passo para um mundo sem fronteiras na comunicação.

A invenção do telefone ocorreu em um momento de forte expansão do tráfego mundial de mensagens por telégrafo. Desde o primeiro telegrama transatlântico,  enviado pela rainha Vitória ao presidente dos Estados Unidos em 1858, o telégrafo se tornara o mais importante sistema de comunicação, e decisivo para o comércio internacional, as transações bancárias e a bolsa de valores. Tinha, contudo limitações: as mensagens levavam horas para serem recebidas, dependiam de um especialista – o telegrafista – para transmitir e codificá-las, deviam ser curtas e codificadas letra por letra.

O telefone era uma esperança para minimizar as limitações do telégrafo.

A polêmica da invenção do telefone

Como é comum em pesquisas científicas, podem ocorrer descobertas simultâneas. Na mesma época de Graham Bell, outros cientistas estavam trabalhando na invenção de um aparelho transmissor de voz. Foi o caso do americano Elisha Gray também estava experimentando um sistema de telegrafia acústica. Em 14 de fevereiro de 1876, ele apresentou seu pedido de patente ao Escritório de Patentes dos Estados Unidos. No mesmo dia, o advogado de Bell apresentou o pedido de Bell no escritório de patentes. Há uma enorme polêmica sobre quem chegou primeiro. Seja como for, o sistema de transmissão que Bell apresentou em 10 de março de 1876 era igual ao de Gray.

Antes disso, em 1874, o inventor italiano Antonio Meucci, residente nos Estados Unidos desde 1850, enviou um modelo de telefone e detalhes técnicos para a empresa de telégrafo da Western Union, mas não conseguiu uma reunião com os executivos. Quando ele pediu que seus materiais fossem devolvidos, foi informado de que haviam sido perdidos.

Dois anos depois, Bell, que dividia um laboratório com Meucci, solicitou a patente do telefone. Meucci o processou por fraude e a Suprema Corte concordou em julgar o caso. Quando o processo finalmente teve início, Meucci faleceu em 1889 e a ação foi encerrada. Assim, Graham Bell foi considerado durante muitos anos como o inventor do telefone.

O trabalho de Meucci foi reconhecido postumamente em 11 de junho de 2002, quando o Congresso dos Estados Unidos aprovou a resolução nº 269, estabelecendo que o inventor do telefone fora, na realidade, Antonio Meucci e não Alexander Graham Bell.

A expansão do telefone

A patente de Bell foi emitida em 7 de março de 1876. Três dias depois, Bell  fez a primeira apresentação do telefone. O sucesso estimulou Bell e seus sócios a oferecerem a venda da patente à Western Union por 100 mil dólares. O presidente da poderosa empresa recuou, argumentando que o telefone não passava de um brinquedo. Dois anos depois, ele disse aos colegas que, se conseguisse comprar a patente por 25 milhões de dólares, consideraria uma barganha. Bell não queria mais vender a patente, ele fundara sua própria empresa, a Bell Telephone Company, fundada em 1877.

Bell iniciou uma série de demonstrações e palestras públicas para apresentar a nova invenção à comunidade científica e ao público em geral. Na Exposição do Centenário, de 1876, na Filadélfia, Estados Unidos, um visitante ilustre ficou entusiasmado: D. Pedro II, imperador do Brasil. Ao escutar a voz de Graham Bell no aparelho, o imperador teria dito: “Meu Deus, isto fala!”

D. Pedro II foi a primeira pessoa a comprar ações da Bell Telephone Company. Em 1877, era instalado o primeiro telefone no Brasil, no Palácio Imperial da Quinta da Boa Vista, residência de verão da família imperial, a 40 km do Rio de Janeiro.

Em janeiro de 1878, o telefone foi apresentado em audiência privada, à rainha Vitória que ficou maravilhada com a invenção.  A demonstração telefônica foi a primeira chamada de longa distância, da ilha de Wight para Londres, cerca de 160 km.

Fonte

  • ASIMOV, Isaac. Cronologia das ciências e das descobertas. São Paulo: Civilização Brasileira, 1993.

Saiba mais

Abertura

  • Graham Bell demonstrando o telefone, em 12 de março de 1876, Nova York, Estados Unidos. A primeira pessoa cujo nome foi dito ao telefone foi Thomas Watson, assistente de Bell, numa chamada pedindo ajuda. Bell havia entornado acidentalmente um ácido e gritou no aparelho: “Sr. Watson, venha aqui, preciso de você”.

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: