Execução de Benito Mussolini, Itália

28 de abril de 1945

74
compartilhamentos

Em 28 de abril de 1945, o ditador fascista Benito Mussolini (62 anos) e sua amante Clara Petacci (33 anos) foram fuzilados por partisans italianos (membros da resistência antifascita) em um pequeno vilarejo no norte da Itália.

Seus corpos foram levados para Milão e pendurados pelos pés, em uma viga, de cabeça para baixo, na praça Loreto. Ali ficaram expostos à multidão enfurecida que gritava insultos e atirava objetos nos  cadáveres. O rosto de Mussolini ficou desfigurado pelos golpes.

Já era madrugada quando oficiais militares americanos chegaram à cidade e ordenaram que os corpos fossem retirados e levados ao necrotério da cidade para autópsia. Amostras do cérebro de Mussolini foram extraídas e enviadas para os Estados Unidos para análise. Pretendia-se investigar a hipótese de que a sífilis havia causado sua insanidade, mas nenhuma evidência de sífilis foi encontrada no corpo.

Enterro, roubo, ocultação e novo enterro do cadáver

Mussolini foi enterrado em uma cova sem nome no cemitério de Milão. Porém, em 1946, seu corpo foi desenterrado e roubado por apoiadores fascistas. Durante quatro meses, foi levado de um local para outro enquanto as autoridades o procuravam.

Em agosto, o corpo foi localizado em Pavia, próximo a Milão, e levado para um esconderijo onde ficou nos onze anos seguintes. O paradeiro do corpo permaneceu em segredo inclusive para a família de Mussolini.

Em maio de 1957, o primeiro-ministro italiano Adone Zoli, conhecido por suas ligações com a extrema-direita, autorizou que os restos mortais de Mussolini fossem entregues para serem enterrados na cripta da família, na sua cidade natal, Predappio, no centro da Itália.

O mausoléu de Mussolini tornou-se um lugar de peregrinação para os neofascistas que ali se encontram no dia 28 de abril, aniversário de morte do Duce. Uma caminhada acontece entre o centro da cidade e o cemitério, são proferidos discursos, cantos e saudações fascistas. Em abril de 2009, as autoridades municipais baniram a venda de recordações fascistas na cidade.

Saiba mais

Abertura

  • O corpo de Mussolini (segundo a partir da esquerda) e de Clara Petacci (no meio) e outros fascistas exposto na Praça Loreto, em Milão, abril de 1945.

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: