Deposição do presidente Washington Luís

24 de outubro de 1930

1
compartilhamentos

Em 24 de outubro de 1930, o presidente da República, Washington Luís, foi deposto pelos militares, vinte e um dias antes do término de seu mandato. Saiu preso do Palácio do Catete, Rio de Janeiro, acompanhado do Cardeal-Arcebispo Sebastião Leme e conduzido ao Forte de Copacabana.

O movimento armado que culminou com o golpe de Estado foi chamado de Revolução de 30, termo hoje discutido pelos historiadores na medida em que não houve uma ruptura entre o setor cafeeiro e o governo federal, mas uma troca de elite do poder.

Antecedentes imediatos

Em 1929, Washington Luís apoiou para sua sucessão o paulista Júlio Prestes e o baiano Vital Soares como candidatos a presidente e vice-presidente. A decisão frustrou a expectativa de eleição de um mineiro à presidente, pois rompia com a política do “café-com-leite”.

Os presidentes (como eram chamados, então, os governadores) de dezessete estados apoiaram o candidato indicado por Washington Luís. Apenas os presidentes de três estados – Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraíba – negaram apoio ao candidato Júlio Prestes. (A bandeira da Paraíba traz a expressão “nego” em lembrança a esse episódio).

Os presidentes destes três estados e políticos de oposição de diversos estados se uniram para formar a Aliança Liberal e lançaram Getúlio Vargas (do Rio Grande do Sul) candidato a presidente da República, e João Pessoa (da Paraíba) candidato a vice-presidente.

Realizadas as eleições, em 1 de março de 1930, saiu-se vitorioso o candidato governista Júlio Prestes. A oposição protestou denunciando fraude eleitoral. Surgem boatos sobre uma possível revolução, desmentidos por Getúlio Vargas e outras lideranças da Aliança Liberal.

O golpe de 1930

Um movimento insurgente no município de Princesa, na Paraíba que, segundo a oposição, havia sido instigado pelo Governo Federal contra João Pessoa, resultou no assassinato de João Pessoa, no dia 26 de julho de 1930. O fato foi o estopim que deflagrou a mobilização armada dos partidários de Getúlio e da Aliança Liberal.

Em 24 de outubro de 1930, os ministros militares depuseram Washington Luís, que é preso. Ele saiu do Palácio do Catete acompanhado do Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro, Sebastião Leme e levado para o Forte de Copacabana. Uma junta militar assumiu a presidência, entregando-a a Getúlio Vargas no dia 3 de novembro de 1930.

Washington Luís foi exilado, vivendo muitos anos nos Estados Unidos e posteriormente na Europa. Regressou ao Brasil em 1947, recusando-se a voltar à política.

Saiba mais

Abertura

  • Washington Luís preso sendo conduzido ao Forte de Copacabana, Rio de Janeiro.

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: