Cristovão Colombo chega à América

12 de outubro de 1492

4
compartilhamentos

Em 12 de outubro de 1492, o navegador italiano Cristóvão Colombo, comandando três navios (uma nau e duas caravelas) sob a bandeira de Castela e Aragão (Espanha), chegou à ilha Guanahani, no Caribe.

O achado salvou Colombo de um novo motim dos marinheiros que já não aguentavam mais a longa viagem de mais de dois meses em mar aberto, sem qualquer perspectiva de terra e, pior, quando todos os cálculos e previsões de Colombo já estavam esgotados.

Em 17 de abril de 1492, Colombo assinou com os reis espanhóis as Capitulações de Santa Fé, documentos que autorizavam, sem financiamento, a expedição de Cristóvão Colombo às Índias pelo mar a oeste. Colombo recebeu uma série de privilégios e títulos, incluindo: almirante, governador, vice-rei e 10% da riqueza obtida na expedição.

Primeira viagem (1492-1493)

Depois de setenta dias de viagem, finalmente, na madrugada de sexta-feira, 12 de outubro de 1492, o marinheiro Rodrigo de Triana, da caravela Pinta, gritar “Terra à vista!”.

Colombo chegara a uma pequena ilha, habitada pelos Tainos que a chamavam de Guanahani. Ela foi batizada de São Salvador. Colombo chegou a uma segunda ilha, batizada com o nome de Juana (atual Cuba) e depois a Hispaniola (atual São Domingo).

Em janeiro de 1493, Colombo voltou à Espanha na caravela Niña, chegando em março sendo recebido com todas as honras. Foi seu momento de maior glória.

Segunda viagem (1493-1496)

O objetivo da segunda viagem era estabelecer a presença espanhola nos territórios descobertos e encontrar o caminho para a Índia e a China.

Chegou às ilhas de Dominica e Guadalupe e passou por São João Batista (atual Porto Rico) e Santiago (Jamaica).

Terceira viagem (1498-1500)

Em sua terceira viagem, Colombo navegou as costas da atual Venezuela atingindo a ilha de Trinidad e a foz do rio Orinoco.

Retornou à Hispaniola onde foi feito prisioneiro pelos espanhóis descontentes com seu comando e pela falta de riquezas que supostamente encontrariam. Colombo voltou acorrentado à Espanha, onde permaneceu preso até os reis mandarem libertá-lo. Mas ele perdera prestígio e poderes.

Quarta viagem (1502-1504)

O objetivo desta viagem era encontrar o Estreito de Malaca, um corredor marítimo que une o Oceano Índico ao mar da China e, pelo qual, ele chegaria às Índias que se acreditava, então, estarem próximas das terras por ele descobertas.

Colombo explorou as costas da América Central percorrendo o litoral das atuais Honduras, Nicarágua, Costa Rica e Panamá.

Regressou à Espanha sem ter alcançado seu objetivo, mas ainda convencido que havia chegado a regiões periféricas do continente asiático. Poucos dias depois de chegar à Espanha, a rainha Isabel morreu. Sem sua última aliada, Colombo ficou desprotegido. Faleceu um ano e meio depois, em maio de 1506.

Saiba mais

 

 

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: