Linha do tempo: quem usa? Para quê?

10 de fevereiro de 2015

35
compartilhamentos

charge_8     Falar em linha do tempo no ensino de História é tocar em um vespeiro. A História cronológica e linear, tão criticada pelos historiadores a partir da década de 1930,  é vista, hoje, quase como uma aberração. É imperdoável o professor (ou o livro didático) confundir tempo histórico com tempo cronológico. Que professor ousaria pedir aos alunos para memorizar uma lista de datas e fatos?

No entanto, todos concordam que a datação é importante referência para a análise e a contextualização dos fatos e dos documentos. Daí que, o tempo histórico é um dos pressupostos do ensino de História.

Considere-se ainda que tempo histórico é uma representação intelectual, construída, e que diz respeito à visão de mundo de uma determinada cultura, como bem assinalou o professor José Carlos Reis em artigo para a revista Fênix (leia aqui).

Se não é fácil para o adulto distante das discussões acadêmicas compreender a noção de tempo histórico, imagine para o aluno. A aquisição e o domínio da noção de tempo histórico é um processo lento, difícil e que levará todo Ensino Fundamental para se completar.

Esse processo começa no 6º ano com atividades que propiciam ao aluno dominar as noções de anterior, posterior, simultâneo, contemporâneo, duração cronológica, permanências e mudanças. Ao final do 9º ano, espera-se que o aluno reconheça sincronias e diacronias, diferencie conjuntura e movimento estrutural, diferencie períodos históricos, identifique rupturas, observe continuidades e outras realidades temporais.

Resta, então, a grande questão: em sala de aula, como introduzir a noção de tempo histórico sem cair na armadilha do tempo cronológico? Como lidar com datas e fatos, durações e periodizações de maneira significativa para a compreensão de processo histórico?

A velha linha de tempo pode ser um recurso eficiente desde que o professor vincule essa atividade a uma reflexão sobre as marcas temporais. Dar um sentido às datações é a estratégia para trabalhar o tempo histórico. Perguntas como “esse fato ocorreu em que momento ou situação? O que acontecia enquanto isso? Que relação existe entre os fatos citados?” conduzem à reflexão necessária para desenvolver a noção de tempo histórico.

Atividades com linha de tempo

Veja abaixo, alguns modelos de atividades com linha de tempo.

1. A Mesopotâmia (atividade para o 6º ano)

Observe a linha de tempo e responda as perguntas a seguir.

Imagem1

a) A história da Mesopotâmia foi a história de um único povo? Explique.

b) Que povo é considerado o precursor da civilização mesopotâmica? Por quê?

c) Hamurabi foi posterior ou anterior a Sargão?

d) A Torre de Babel pode ter sido destruída pelos assírios? Justifique.

e) As obras arquitetônicas de Nabucodonosor, na Babilônia, são contemporâneas ao Código de Hamurabi?

f) Qual dessas civilizações foi a mais longa? E a mais curta?

2. Reinos e impérios da África ocidental (atividade para o 7º ano)

Observe a tabela cronológica e comparativa abaixo e responda as perguntas a seguir

Imagem3

a) O que há em comum entre esses reinos e impérios?

b) Qual deles teve uma história mais longa? E a mais curta?

c) Que cidades pertenceram a dois ou mais impérios?

d) Que reinos e impérios prosperavam na África Ocidental durante a Idade Media europeia?

e) Quando os portugueses chegaram à África ocidental, na primeira metade do século XV, quais desses reinos e impérios existiam?

f) Quando o Brasil foi colonizado, qual deles ainda existia?

3. Era Napoleônica (atividade para o 8º ano)

Assinale na linha de tempo abaixo os fatos que se seguem com suas respectivas datas. Depois, responda as questões.

Imagem5

  • Golpe do 18 Brumário
  • Bloqueio Continental
  • Campanha da Rússia
  • Batalha das Nações
  • Exílio em Elba
  • Governo dos Cem Dias
  • Exílio em Santa Helena
  • Congresso de Viena

a) Por quanto tempo Bonaparte governou a França?

b) Que diferença existe entre o regime político do Consulado e do Império?

c) Que relação existe entre o Bloqueio Continental e a Campanha da Rússia?

d) Qual é a relação da Campanha da Rússia com a Batalha das Nações?

e) Qual desses fatos você considera como o mais significativo da Era Napoleônica? Por que?

f) Por que o Congresso de Viena pôs fim à Era Napoleônica?

4. A década de 1960 (atividade para o 9º ano)

A partir das informações do quadro cronológico abaixo, responda as questões que se seguem.

Imagem7

a) A que contexto histórico estão relacionados os fatos acima?

b) Como explicar o avanço das pesquisa espaciais neste momento?

c) Que fatos provocaram rupturas na ordem mundial desse período? Explique.

d) Que relação há entre os fatos históricos do Brasil e os ocorridos no exterior?

e) O golpe militar deu continuidade ou rompeu o processo histórico que o Brasil vivia? Explique.

Compartilhe

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
michele
michele
5 anos atrás

Otimas atividades para as aulas de história com foco no tempo histórico.

anonimo
5 anos atrás

falta as respostas para ficar completo

PRINCESS
5 anos atrás

alguém pode me dizer qual povo é considerado percursor da civilização mesopotâmica? é urgente

Luciane Silva
Luciane Silva
2 anos atrás

Minha amiga Joelza. Sempre atuante e dinâmica no ensino da História!

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: