Calendários do mundo todo: diferentes formas de marcar o tempo

10 de fevereiro de 2021

23
compartilhamentos

A primeira habilidade da BNCC para o 6º ano é trabalhar a questão do tempo possibilitando ao estudante identificar diferentes formas de compreensão da noção de tempo e de periodização dos processos históricos. O trabalho com diferentes calendários em uso no mundo atual permite ao estudante perceber como as sociedades contam o tempo, que critérios utilizam, que divisões estabelecem e a que resultado chegam nessa contagem.

A aula pode se iniciar com perguntas desafiadoras:

  • O mundo todo está no ano 2021?
  • O que garante que estamos, de fato, no ano 2021?

A partir dessas questões problemas, pode-se dividir a turma em dupla para iniciar a PESQUISA DE CALENDÁRIOS. Cada dupla pesquisa um determinado calendário devendo coletar cinco informações:

  • Povo, religião ou país que utiliza o calendário em questão.
  • Tipo de calendário (lunar, solar, lunissolar).
  • Fato histórico ou tradição que marca o início do calendário.
  • Ano Novo (quando começa o ano de 2021 no calendário pesquisado).
  • Que ano corresponde 2021 neste calendário.

Veja no final desse artigo um CONJUNTO DE FICHAS (para download) para ser distribuído às duplas. Cada ficha traz um calendário com uma breve explicação e uma tabela para a dupla preencher a partir da leitura. O conjunto de fichas traz os seguintes calendários:

  1. Calendário Chinês
  2. Calendário Tibetano
  3. Calendário Baha’í (Bahaísmo)
  4. Calendário Saka (Índia)
  5. Calendário Iorubá
  6. Calendário Etíope
  7. Calendário Judaico
  8. Calendário Islâmico
  9. Calendário Joche (Coreia do Norte)
  10. Calendário Gregoriano

Coletadas as informações, cada dupla faz a APRESENTAÇÃO ORAL de sua pesquisa. Estimule a dupla a tecer comentários a respeito do calendário pesquisado, mostrando suas impressões sobre a pesquisa, o que mais surpreendeu. É uma oportunidade para o estudante elaborar uma opinião fundamentada.

Durante a apresentação, a classe deve ANOTAR AS INFORMAÇÕES de cada grupo em um único painel ou tabela (essa tabela acompanha o conjunto de fichas). Isso vai permitir ao estudante compar e estabelecer analogias entre os calendários.

Terminada as apresentações, com a tabela geral preenchida, o trabalho é concluído com uma DISCUSSÃO COLETIVA ou em grupos maiores retomando as questões problemas. Para aprofundar ou direcionar o debate, pode-se lançar à turma as seguintes questões ou outras que o professor achar mais apropriadas:

  1. Os povos contam o tempo da mesma forma?
  2. Pode-se dizer que há calendários corretos e errados? Por que?
  3. Que critérios são usados para marcar o início de um calendário?
  4. A marcação do tempo é um fenômeno natural ou uma convenção?

Pode-se também desenhar na lousa uma LINHA DE TEMPO com as marcações de cada calendário. Isso facilitará ao estudante ter uma percepção mais clara de escala temporal.

Essa atividade trabalha leitura, identificação e seleção de informações, comunicação e expressão oral, escala temporal e interpretação de diferentes versões de um mesmo fenômeno.

Para mais informações sobre esses calendários, veja:

Bom trabalho, professor!

Preencha os campos abaixo para fazer o download do conjunto de fichas (são 11 páginas).

TABELA GERAL preenchida (as informações foram extraídas dos textos das fichas).

Publicidade

Compartilhe

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: